terça-feira, 27 de julho de 2010

XIX

Há quem duvide que defeito ou chaga
Qualquer a amada tenha. Que infeliz!
Petrarca, tua Laura também caga
E caga, Dante, a tua Beatriz.

Por mais que tenha aquela que te afaga
A bunda cheirosinha como anis,
No vaso são iguais a puta-paga,
a dama, a cafetina, a Sandy, a miss.

E direi mais, sim, direi mais, seu moço:
Não muito o anal calibre influi em quão
Espesso e volumoso é o tolosso.

Cus bem pequenos há que, não obstante
Do raio a estreiteza, e a dimensão,
Competem na estrumância co'o elefante.

5 comentários:

Porcacultor, el Bizarro disse...

Adorei o lance do elefante

mel disse...

HAHAHH eu curti. e acho bem curiosa essa coisa do tamanho do cu não interferir né. nem o comprimento do intestino. minha cachorra é minúscula e faz mto mais cocô que eu. não sei como as leis da física se aplicam aí

Elise disse...

Otimo, pra variar... =D

Guardian disse...

sai da minha vida Bocage!

alrc disse...

de uma perfeição parnasiana

Site Meter