segunda-feira, 13 de outubro de 2014

XXXII - Manifesto Coprofágico



Ó vinde, coleguinhas, comer bosta!
A bosta é saborosa e nutritiva.
Além do mais, comer cocô ativa
As articulações; e é bom pras costas.

A vós, amigos meus, a mesa posta.
Cardápio: minhas fezes com olivas.
Comei, brindai ao meu tolosso: 'Viva!'
Jamais aceito "não" como resposta.

Assim que do acepipe delicado,
Amigos meus, tiverdes-vos fartado,
Não levanteis: é hora do pospasto!

Cocô comido, cago-o outra vez,
Pra recomê-lo à calda de xerez
Num círculo infinito, belo, vasto.

Um comentário:

Zenel Pibral disse...

Saúdo o vosso retorno às criações fétido-literárias!
Avisem a todos que o "Bardo das Fezes" voltou!!...

Site Meter