quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

II

Cagar é algo muito interessante,
Cagar é a coisa mais legal que existe.
Ontem caguei uma peça de Liszt;
Hoje caguei um poema de Dante.

Nesta vida terrena não há nada
Que se lhe possa comparar, oh não!
Nenhum prazer, arte ou amor é tão
Satisfatório quanto uma cagada.

Vaguei, vaguei, vaguei por todo canto
Sem, no entanto, encontrar felicidade;
(Em coisas muitas, em prazeres vários!)

Até que encontrei cá meu acalanto!
Não há nada melhor, eis a verdade,
Que um confortável vaso sanitário.

2 comentários:

Laura Rich disse...

Escatologicamente sublime

∂i-mark/∂x disse...

sua poesia sobre o cagar é deleitosa, cara.
farei mais classificações literárias sobre escolas e tendências quando tiver criatividade. por ora, basta confessar que está genial.

Site Meter